→ Associação

História

18 outubro 1895

Fundação da Associação Humanitária Bombeiros Voluntários de Espinho

1 janeiro 1928

Fundação da Associação Humanitária Bombeiros Voluntários Espinhenses

28 setembro 1945

Primeira intenção de fusão das Associações Humanitárias e Corpos de Bombeiros

16 junho 2000

Segunda intenção de fusão das Associações Humanitárias e Corpos de Bombeiros

24 fevereiro 2013

Constituição do Agrupamento das Associações Humanitárias da Cidade de Espinho

24 agosto 2015

1

Fundação da Associação
Humanitária Bombeiros
Voluntários de Espinho.

1 janeiro 1928

Primeira intenção de fusão das
Associações Humanitárias e
Corpos de Bombeiros.

18 outubro 1895

Fundação da Associação Humanitária
Bombeiros Voluntários Espinhenses.

28 setembro 1945

2

16 junho 2000

Constituição do Agrupamento
das Associações Humanitárias da Cidade de Espinho.

24 agosto 2015

Segunda intenção de fusão das
Associações Humanitárias e
Corpos de Bombeiros.

24 fevereiro 2013

Constituição da Associação Humanitária
Bombeiros Voluntários do
Concelho de Espinho.

3

Transferência dos quadros de
pessoal para o novo Corpo de
Bombeiros e tomada de posse
do novo Quadro de Comando.

17 dezembro 2018

Entrada em vigor do Protocolo de Colaboração
entre o Município de Espinho e a AHBVCE.

28 novembro 2015

Certificação da AHBVCE como entidade
formadora pela Direção Geral do
Emprego e Relações do Trabalho.

1 janeiro 2020

4

8 maio 2021

Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade
pela APCER para todas as áreas de atividade
do Corpo de Bombeiros.

29 setembro 2023

Inauguração do novo quartel.

3 novembro 2021

Construção do novo website.

Constituição da Associação Humanitária Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho

28 novembro 2015

Transferência dos quadros de pessoal para o novo Corpo de Bombeiros e tomada de posse do novo Quadro de Comando

17 dezembro 2018

Certificação da AHBVCE como entidade formadora pela Direção Geral do Emprego e Relações do Trabalho

1 janeiro 2020

Entrada em vigor do Protocolo de Colaboração entre o Município de Espinho e a AHBVCE para a manutenção dos serviços operacionais mínimos do Corpo de Bombeiros no período 2020 a 2024

8 maio 2021

Inauguração do novo quartel

3 novembro 2021

Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade pela APCER para todas as áreas de atividade do Corpo de Bombeiros

Missão

→ A prevenção e o combate a incêndios;
→ O socorro às populações, em caso de incêndios, inundações, desabamentos e, de um modo geral, em todos os acidentes;
→ O socorro a náufragos e buscas subaquáticas;
→ O socorro e transporte de acidentados e doentes, incluindo a urgência pré́-hospitalar, no âmbito do sistema integrado de emergência médica;
→ A emissão, nos termos da lei, de pareceres técnicos em matéria de prevenção e segurança contra riscos de incêndio e outros sinistros;
→ A participação em outras atividades de proteção civil, no âmbito do exercício das funções específicas que lhes forem cometidas;

→ Cumprir com a cabal execução das atribuições previstas no artigo 3º do Decreto-Lei nº 247/2007 de 27 de junho, alterado pelo Decreto-Lei nº248/2012 de 21 de novembro:

— O exercício de atividades de formação e sensibilização, com especial incidência para a prevenção do risco de incêndio e acidentes junto das populações;
— A participação em outras ações e o exercício de outras atividades, para as quais estejam tecnicamente preparados e se enquadrem nos seus fins específicos e nos fins das respetivas entidades detentoras;
— A prestação de outros serviços previstos nos regulamentos internos e demais legislação aplicável.

Missão

→ Cumprir com a cabal execução das atribuições previstas no artigo 3º do Decreto-Lei nº 247/2007 de 27 de junho, alterado pelo Decreto-Lei nº248/2012 de 21 de novembro:

  • A prevenção e o combate a incêndios;
  • O socorro às populações, em caso de incêndios, inundações, desabamentos e, de um modo geral, em todos os acidentes;
  • O socorro a náufragos e buscas subaquáticas;
  • O socorro e transporte de acidentados e doentes, incluindo a urgência pré-hospitalar, no âmbito do sistema integrado de emergência médica;
  • A emissão, nos termos da lei, de pareceres técnicos em matéria de prevenção e segurança contra riscos de incêndio e outros sinistros;
  • A participação em outras atividades de proteção civil, no âmbito do exercício das funções específicas que lhes forem cometidas;
  • O exercício de atividades de formação e sensibilização, com especial incidência para a prevenção do risco de incêndio e acidentes junto das populações;
  • A participação em outras ações e o exercício de outras atividades, para as quais estejam tecnicamente preparados e se enquadrem nos seus fins específicos e nos fins das respetivas entidades detentoras;
  • A prestação de outros serviços previstos nos regulamentos internos e demais legislação aplicável.

Visão

→ Ser reconhecido como um Corpo de Bombeiros de referência, pela qualidade, competência e eficiência operacional com que responde a todos os desafios de proteção e socorro que nos são colocados.

Valores

→ Segurança, disciplina, rigor, conhecimento, confiança e eficiência em cada uma das nossas intervenções. Empenho, compromisso, disponibilidade, entusiasmo e responsabilidade social na forma como nos organizamos para responder a todos os que de nós precisam, sob o lema “Juntos somos mais fortes, onde e quando for preciso”.

→ Mensagem do Presidente

Aires Poças

Caros Sócios e Amigos,

Sejam bem-vindos ao novo website da Associação Humanitária Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho. Através desta ferramenta, o passado será presente, o presente será o que concretizarmos, e o futuro será aquilo que sonharmos.


Cabe aqui uma palavra de gratidão a todos os que, ao longo de décadas, deram o melhor de si e contribuíram para criar esta grande instituição.


Todos os membros desta Direção e dos Órgãos Sociais têm plena consciência dos desafios que têm pela frente, mas seguramente manteremos uma postura de dinamismo, dedicação e empenho.


Precisamos da participação de todos e ficamos disponíveis para acolher sugestões e propostas no sentido de melhorarmos os nossos serviços.


Ajude-nos,
aderindo como sócio.

Com a vossa ajuda, seremos sempre mais fortes.

O Presidente,

Órgãos Sociais

→ Presidente. Aires Manuel da Silva Poças
→ Vice-Presidente. Jorge da Rocha Pinto
→ Vice-Presidente. José Maria Fonseca Ferreira
→ Secretário. Maria Clara Carvalho Santos de Lacerda
→ Tesoureiro. Joel Nunes de Almeida
→ Tesoureiro. António Manuel Sousa Oliveira
→ Vogal. Nuno Ricardo Rodrigues de Sousa
→ Vogal. António Manuel Pereira de Pinho Caetano Ferreira
→ Vogal. Maria Manuela Avelar da Rocha
→ Suplente. José Alfredo Pinto de Oliveira
→ Suplente. Maria Edite Gomes Castro
→ Suplente. António Rodrigues Freire da Costa
→ Suplente. Rosalina Beatriz Pires Gabriel Silva

→ Presidente. José Gomes da Costa
→ Vice-Presidente. José Manuel Melo Nunes Silva
→ Secretário. Manuel José Sousa Proença
→ Suplente. José Maria Pereira de Carvalho e Sá
→ Suplente. Joaquim Alexandre Guerra Cardoso Moreira de Sá

→ Presidente. Ana Olga Marques Silva Abelha
→ Vice-Presidente. Susana Alice Maia Martins Vieira
→ Secretário relator. Jorge Manuel Ferreira Marques
→ Suplente. Manuel Miranda Moreira
→ Suplente. Carlos Manuel Conceição Reis

Estatutos